Aviso: O conteúdo aqui apresentado tem uma finalidade exclusivamente informativa sobre um tipo específico de jogo e como jogá-lo. O objetivo deste conteúdo não é nem promover nem disponibilizar um tipo de jogo, mas simplesmente informar o jogador acerca de como jogá-lo.


Uma grande parte de ser um jogador de poker é lidar com os altos e baixos em termos de resultados. Esta alteração nos resultados a curto prazo é conhecida por variância ou por “swings” entre os jogadores de poker e pode ser bastante difícil lidar com estas fases. 

Muitos jogadores menos experientes (e até alguns jogadores experientes) têm dificuldades em se manter relaxados quando estão numa má fase (bad run). Esta situação pode fazer com que acabemos por tomar decisões cada vez piores nas mesas. 

Este fator é especialmente verdade em PLO (Pot Limit Omaha), uma das minhas variantes de poker favoritas. As swings neste jogo podem ser extraordinárias. 

Seguem as minhas melhores dicas para lidar com bad runs no poker:

  1. Gira as Emoções
  2. Rodeie-se das Pessoas Certas
  3. Tenha uma Vida Equilibrada
  4. Seja Ambicioso, Melhore Constantemente
     

1. Gira as Emoções

Eu acho que as mulheres são, naturalmente, mais emocionais do que os homens. Gerir as emoções pode ser desafiante. Eu própria tive dificuldades com este controlo – sem dúvida que não foi fácil inicialmente.

Descobri que as escolhas sobre o meu estilo de vida podem ajudar bastante a controlar as emoções. Por exemplo, fazer yoga ajudou-me a ganhar um equilíbrio emocional muito maior.

Quando giro as minhas emoções fora da mesa de poker, tenho muito mais clareza e controlo quando me sento para jogar.

Investi bastante trabalho nesta área ao longo dos anos. Sinto que agora tenho uma excelente mentalidade. Não me sinto propensa a entrar em tilt, mesmo quando enfrento downswings difíceis.
 

vivi saliba bad runs
No Fundo, o Poker é Um Jogo Mental, Não um Jogo Físico


Os melhores jogadores de poker mantêm-se lógicos e calmos na grande maioria das vezes. Eu própria tento ter essa abordagem.

Assim que as mulheres consigam ter um bom controlo do seu estado emocional e mental, estão no mesmo patamar que os homens. Portanto, não há qualquer motivo para se sentirem intimidadas pelos jogadores do sexo masculino.

Poker é um jogo mental, não um jogo físico.

2. Rodeie-se das Pessoas Certas

Se nos rodearmos de jogadores com sucesso que lidam com downswings profissionalmente, torna-se muito mais fácil fazê-lo também. Ser uma Embaixadora da 888 ajuda imenso. Estou constantemente rodeada de jogadores de poker incríveis que me incentivam a ser melhor.

Com base nesta experiência, recomendo que os jogadores trabalhem em conjunto com outros. Talvez possa inscrever-se num grupo de estudo ou trabalhar com um mentor/treinador.

É muito mais fácil lidar com o lado negativo do jogo quando estamos rodeados de influências positivas.
 

vivi saliba bad runs
Embaixadores da Team888 – Influências Positivas


Por outro lado, se tentarmos encarar o mundo do poker sozinhos, podemos sentir-nos inclinados a simplesmente desistir quando as coisas ficam difíceis.

Mesmo que não tenhamos amigos no poker, podemos utilizar o conteúdo existente online (como aquele que pode encontrar no nosso blog) para nos inspirar.

Não só gosto de ver vídeos de poker, como também adoro discutir mãos de poker e teorias. Tive, inclusivamente, um treinador particular outrora e recomendo que todos considerem essa possibilidade. 

3. Tenha uma Vida Equilibrada

Eu acredito piamente que a nossa vida fora das mesas pode ter uma influência significativa na forma como lidamos com downswings

Afinal, nós somos humanos e não máquinas. Todos temos um limite. É essencial ter tempo para relaxar fora das mesas. Este processo ajudar-nos-á a lidar de forma muito mais positiva quando as coisas ficarem difíceis nas mesas.

Se pretende manter uma vida equilibrada, recomendo vivamente que faça o seguinte:

1. Ter uma dieta equilibrada;
2. Fazer exercício;
3. Garantir que passa tempo de qualidade fora das mesas.

Digamos que o poker se torna na única coisa nas nossas vidas e que não está a correr da melhor forma. Isso significa que toda a nossa vida não está bem.

Antes dum grande torneio de poker, normalmente procuro uma forma de relaxar e ter tempo para mim (procuro caminhar ou ir comer fora, por exemplo). Depois, sinto-me muito melhor quando chego à mesa.
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by @vivi.saliba


Não seria nada bom sentar-nos na mesa já em tilt. Estaríamos a focar toda a nossa energia no facto das coisas estarem a correr mal.

4. Seja Ambicioso, Melhore Constantemente

A forma como nos sentimos sobre o poker pode, por vezes, estar relacionada com o quanto investimos em nós mesmos. Se não estudarmos e não gostarmos do jogo, será sempre mais difícil lidar com downswings.

Mas se adorarmos este jogo e estivermos constantemente à procura de melhorar, será muito mais fácil lidar com fases más. 

Não sentiremos que estamos a perder o nosso tempo a jogar poker porque sabemos que estamos, lentamente, a melhorar. A downswing chegará, eventualmente, ao fim.

Também é bom sermos ambiciosos e definir objetivos como jogar um número específico de jogos por semana/mês ou trabalhar num conceito em específico.

Portanto, mesmo que acabemos por bater em bad runs no curto prazo de vez em quando, teremos ainda a satisfação de atingir os nossos objetivos.

Conclusão

O poker pode ser difícil, tanto em termos de estratégia como no controlo das emoções. Há muitos jogadores fracos nas mesas e, por isso, ter um nível superior de controlo emocional pode ser suficiente para termos vantagem em muitos jogos.

Lidar com as nossas emoções é algo que podemos ensinar a nós mesmos a fazer. E estou convencida de que sou a prova viva disso mesmo.

Sobre o Autor
Por

Depois de se tornar conhecida em 2017, a Brasileira Vivian “Vivi” Saliba passou a fazer parte da equipa da 888poker. Nesse ano, a jogadora de 24 anos tornou-se na mulher mais nova a jogar no Main Event das World Series of Poker.

Saliba aprendeu a jogar poker com apenas 12 anos numa viagem de família. Seis anos depois, o seu pai levou-a a um clube de cartas brasileiro e ela ficou imediatamente atraída pelos aspetos sociais do jogo. Cinco anos depois, ela tornou-se profissional com foco no seu jogo favorito, Pot-Limit Omaha.

Artigos Relacionados
4 Passos Para Tornar Anaconda Poker no Favorito do Seu Home Game

Anaconda Poker - Como Jogar

Costuma Jogar Alguma das 7 Piores Mãos Iniciais no Poker?

As 7 Piores Mãos do Poker

Como Jogar 8-Game Mix Poker?

8-Game Mix - Como Jogar?

12 Dicas para Jogar No-Limit Texas Hold'em!

12 Dicas Sobre Texas Hold'em!

Vivi Saliba, da Team888, Revela Tudo Sobre Tells no Poker!

Vivi Saliba - Tells no Poker

O Que Significa Middle Position no Poker?

Middle Position - A Definição

12 Razões para Fazer Shove no Poker

Shove - 12 Razões Para o Fazer

Como Jogar Stud Hi-Lo 8 or Better

Stud Hi-Lo 8 or Better

Aprenda Como Transformar Par de Duques Numa Mão de Valor!

Par de Duques - Como Jogar

Tudo o Que Precisa Para Começar a Jogar Razz

Razz - O Guia