Aviso: O conteúdo aqui apresentado tem uma finalidade exclusivamente informativa sobre um tipo específico de jogo e como jogá-lo. O objetivo deste conteúdo não é nem promover nem disponibilizar um tipo de jogo, mas simplesmente informar o jogador acerca de como jogá-lo.


RFI é um acrónimo de “raise first in” e é utilizado para descrever uma ação específica no jogos de poker: quando a ação chega em fold a um jogador e o mesmo faz raise pré-flop. Este movimento faz desse jogador o primeiro a entrar no pot de forma voluntária e o primeiro a fazer raise, daí a expressão “raise first in” que podemos traduzir para português como “primeiro a fazer raise”.

Neste artigo, vamos debruçar-nos sobre estratégias que envolvem RFI em No Limit Hold’em. 

 

Índice:

  1. O Que é RFI?
  2. Abordagem Geral a RFI
  3. Frequência de RFI
  4. Tabelas RFI
    1. Tabela RFI do BTN
    2. Tabela RFI da SB
    3. Tabela RFI do CO
    4. Tabela RFI do HJ
    5. Tabela RFI do LJ
    6. Tabela RFI de UTG Full Ring
  5. Steal da SB
  6. Steal do BTN
  7. Face a 3-Bet
  8. Tamanhos de RFI
  9. Torneios e Outros Formatos
  10. Conclusão

 

O Que é RFI?

RFI significa “raise first in” (também conhecido por “open raise”) e descreve a situação em que um jogador faz raise pré-flop depois da ação chegar a si em fold, tornando-se, dessa forma, o primeiro jogador a entrar no pot voluntariamente.

Repare que apenas deverá ser considerado RFI numa situação em que não haja limps antes do jogador que fez raise. Um raise contra limpers deverá ser chamado de raise para isolar ou “iso-raise” caso queiramos abreviar.

Abordagem Geral a RFI

Todas as vezes que fazemos open raise temos uma oportunidade de ganhar as blinds sem qualquer luta. Por esse motivo, o RFI é um movimento geralmente mais lucrativo do que outras ações pré-flop como cold-call ou limp.

Jogadores menos experientes têm muita tendência para fazer limps (fazer call ao mínimo) quando a ação chega a si em fold pré-flop. No entanto, ao fazê-lo, eles sacrificam a oportunidade de ganhar as blinds sem luta. Portanto, a primeira regra da estratégia de RFI é a seguinte:

Devemos sempre preferir fazer open raise em vez de limp.

Caso a nossa mão não seja suficientemente forte para fazer open raise, é geralmente melhor fazer fold. A única verdadeira excepção a esta regra é na SB (small blind), onde muitos jogadores profissionais têm um range de open limp definido (conhecido por complete).

No entanto, esta jogada é feita por motivos complexos. Por isso, aconselha-se a que jogadores menos experientes ganhem o hábito de fazer open raise ou fold como únicas duas opções.

Frequência de RFI

O range de mãos com que fazemos raise first in deve ser diferente mediante a posição em que nos encontramos na mesa. As posições mais tardias são mais lucrativas e permitem-nos fazer open raise com um range de mãos mais amplo.

A tabela seguinte mostra cada posição na mesa de poker e relaciona-a com a frequência de raise first in recomendada.

Posição na Mesa Frequência de RFI
Small Blind (SB) 36%
Botão (BTN) 48%
Cutoff (CO) 27%
Hijack (HJ) 18%
Lojack (LJ) 13%
Middle Position (MP) 11%
Under the Gun + 2 (UTG+2) 9.5%
Under the Gun + 1 (UTG+1) 8%
Under the Gun (UTG) 7%

Esta tabela foi idealizada para cash games tanto em mesas 9-max (full ring) como em mesas 6-max (short-handed). A primeira posição numa mesa 6-max é o “lojack” apesar de ser, geralmente, denominada de UTG (under the gun) neste contexto.

Como podemos ver, quanto mais perto do Botão (BTN), maior a frequência de raise first in com apenas uma exceção, a small blind. Porque é que a frequência de open raise da SB é menos agressiva do que a do BTN?

Simplesmente porque abrir (= fazer open raise) do BTN garante-nos que vamos sempre jogar em posição pós-flop. Em contrapartida, caso o façamos da SB, é garantido que jogaremos fora de posição pós-flop, o que dificulta largamente a nossa missão. O BTN é, portanto, o lugar na mesa de onde abrimos o range mais amplo de mãos.

Tabelas RFI

Uma coisa é saber as frequências de RFI dependendo de qual a nossa posição na mesa, mas como é que isso se traduz para mãos específicas ou ranges de mãos? As tabelas seguintes fornecem uma breve representação de ranges RFI baseados nas frequências de RFI apresentadas acima.

Tabela RFI do BTN

Esta tabela contém o top 48% das mãos. Não há forma de definir, com precisão, qual é o top 48% de mãos porque depende de como as classificamos. 

Por exemplo, é possível ter um range construído com 48% das mãos em que favorecemos cartas altas e 48% das mãos onde favorecemos combinações especulativas como, por exemplo, suited connectors.

Essa percentagem dependerá, em parte, da nossa preferência e em parte do nosso adversário.

rfi btn

Muitos jogadores fazem open raise dum range significativamente mais amplo do que 48%. Discutiremos os porquês na secção dedicada ao steal (roubo) a partir do BTN.

Tabela RFI da SB

A tabela referente à SB contém cerca de 36% das mãos. Muitos bons jogadores fazem open raise com mais mãos do que as apresentadas e, tal como no caso do BTN, discutiremos os motivos na secção dedicada a steal a partir da SB.

rfi sb

Tabela RFI do CO

A tabela referente ao CO (cutoff) contém cerca de 27% das mãos. É algo raro encontrar um jogador, mesmo que experiente, que se desvie muito deste número ainda que a sua frequência de RFI possa aumentar um pouco caso estejam bons alvos nas blinds.

rfi co

Tabela RFI do HJ

A tabela do HJ (hijack) contém cerca de 18% das mãos. Esta é a posição imediatamente à direita do CO e é conhecida como “middle position” entre os jogadores de 6-max. 

rfi hj hijack

Tabela RFI do LJ

A tabela referente ao LJ (lojack) contém cerca de 13% das mãos. Esta é a posição dois lugares à direita do CO. É conhecida como “UTG” entre os jogadores de 6-max tendo em conta que é a primeira posição na mesa a seguir à big blind.

rfi lj lojack

Tabela RFI de UTG Full Ring

Saltamos agora para a primeira posição duma mesa full ring, UTG (under the gun). Esta tabela contém cerca de 7% das mãos. As restantes posições entre esta e o lojack serão similares, mas com um range um pouco mais amplo.

rfi utg

Steal da SB

Ter uma estratégia de RFI bem definida é especialmente importante quando estamos a jogar em posições tardias na mesa já que é nessas ocasiões que temos a oportunidade de tirar vantagem dos jogadores nas blinds que não as defendem corretamente.

No caso da SB, procuramos o seguinte:

  1. Um adversário na big blind que faça fold em demasia contra open raises da small blind;
     
  2. Um vilão na big blind que até pode não estar a fazer fold em demasia, mas está, em contra-partida, a cometer imensos erros pós flop.

1. Demasiados folds – Um simples cálculo demonstra que se a BB está a fazer fold mais de 62.5% das vezes contra um open raise de 3BB por parte da SB, podemos fazer open raise com quaisquer duas cartas. Fazer open fold seria, portanto, um erro e devemos então estar a abrir com 100% das mãos. Se o nosso adversário está a fazer fold menos vezes do que os 62.5%, mas ainda assim a fazer fold em demasia no geral (ex.: mais do que 50%), podemos começar a expandir a nossa frequência de open raise da SB para além dos normais 36% referidos na tabela.

2. Adversário fraco – A estratégia de open raise de 36% do nosso range a partir da SB é idealizada para ser usada contra um jogador competente. Contra jogadores mais fracos, podemos jogar ranges mais amplos lucrativamente. Devemos, então, começar a fazer open raise mais agressivamente (mais do que 36%) caso haja um jogador que identificamos como fraco na big blind.

Steal do BTN

btn steal

Os ranges de RFI no botão podem ser aumentados consideravelmente dependendo dos oponentes que estão nas blinds.

De forma similar ao steal da SB, procuramos estes dois tipos de alvos:

  1. Jogadores nas blinds que fazem fold em demasia;
     
  2. Jogadores fracos nas blinds.

1. Jogadores que fazem fold em demasia – Um simples cálculo demonstra que se as blinds (cumulativamente) fizerem fold mais de 67% das vezes contra um open raise de 3BB, podemos abrir com quaisquer duas cartas e o movimento será lucrativo. O cálculo é feito com base no tamanho do nosso open raise. Por exemplo, se reduzirmos o tamanho do raise para 2BB, podemos fazê-lo com quaisquer duas cartas se os nossos oponentes fizerem fold mais do que 59% das vezes.

2. Jogadores fracos nas blinds – A estratégia base de 48% de RFI é idealizada para situações em que estamos contra jogadores competentes nas blinds. Se os nossos adversários cometerem grandes erros pós-flop, o range de mãos com que fazemos open raise do BTN poderá e deverá ser mais amplo.

Face a 3-Bet

Todas as vezes que fazemos open raise, devemos ter um plano que determina como reagiremos face a uma 3-bet. Não vamos olhar para ranges específicos de defesa vs 3-bet porque é um tema que se afasta em demasia da estratégia base de RFI. No entanto, ter uma ideia base de como defender contra 3-bets é importante.

1. Devemos fazer fold cerca de 60% das vezes contra 3-bets.

Tecnicamente, devemos fazer fold menos vezes do que 60% de acordo com cálculos que envolvem a teoria de jogo, mas é importante relembrar que, em média, os nossos adversários vão fazer muito menos 3-bets do que aquilo que é suposto. E é por isso que faz sentido fazer fold contra 3-bets grande parte das vezes.

2. Devemos fazer 4-bet com as nossas melhores mãos por valor.

Em média, os adversários não fazem fold vezes suficientes contra 4-bets (em parte porque estão a fazer 3-bet com um range demasiado tight). E é por isso que faz sentido reduzir quase ao máximo os bluffs em 4-bet e limitar as nossas 4-bets a um range de valor a não ser que tenhamos reads específicas sobre os nossos adversários.

Tamanhos de RFI

Os nossos sizings de RFI serão diferentes caso estejamos a jogar poker online ou ao vivo. Os jogadores online fazem, normalmente, open raises entre 2 a 3BB e os jogadores ao vivo têm tendência a fazer open raises maiores, na casa das 3 a 5BB.

Os jogadores normalmente usam um sistema definido por si. Por exemplo:

SB: 2.5BB
BTN: 2BB
CO: 2.2BB
MP: 2.5BB
UTG: 3BB

Este sistema é perfeitamente válido, mas não é necessariamente superior a um sistema em que simplesmente fazemos open raise de 3BB a partir de qualquer posição.

É mais importante fazermos ajustes exploratórios. Por exemplo, se o nosso oponente for uma calling station, não queremos fazer open raise de 2BB com AA quando podemos fazer open raise de 5BB. Obviamente, o ideal é manter o tamanho das nossas apostas inalterado independentemente da mão que temos, mas se acharmos que o nosso adversário não vai, sequer, levar isso em consideração, porque não fazer este género de ajuste? É tudo subjetivo.

De igual forma, se os nossos adversários nas blinds fizerem fold com a mesma frequência independentemente do tamanho do nosso open raise, então devemos manter os raises pequenos investindo o menos possível sabendo que os resultados serão os mesmos.

Torneios e Outros Formatos

1. Torneios – Apesar das tabelas para cash games apresentadas acima funcionarem razoavelmente bem em torneios, os ranges de RFI em torneios variam bastante dependendo de variáveis como:

  • As stacks efetivas;
  • A presença de antes;
  • Considerações de ICM;
  • Estrutura, níveis de blinds e “M”.

2. Cash Games HU – Muitos profissionais fazem open raise de 2BB do botão com quaisquer duas cartas. No entanto, é geralmente aceite que a frequência de open raise teoricamente correta nesta situação é de 70%.

3. Super Short-Handed – Pode perguntar se existe diferença entre fazer open raise do BTN 3-handed ou numa mesa cheia de 9 jogadores. Apesar das estratégias em ambos os casos deverem ser similares, a frequência de raise do botão num jogo 3-handed deverá ser mais alta.

E porquê? Menos cartas em jogo.

Quando a ação chega a nós em fold numa mesa cheia (9 jogadores), existem mais cartas fortes no baralho porque os jogadores nas posições iniciais fizeram fold a cartas baixas (em teoria, caso tivessem boas cartas, deveriam fazer open raise).

Conclusão

  • A oportunidade de fazer Raise First In (RFI) é-nos dada com frequência por isso devemos fazer raise com as mãos certas. Uma estratégia forte de RFI pode ter um impacto significativo na nossa winrate.
     
  • As tabelas apresentadas neste artigo são um bom ponto de partida, mas não é necessário levá-las à letra. Ainda assim, se a nossa estratégia for significativamente diferente daquilo que as tabelas mostram, corremos o risco de não maximizarmos o nosso lucro.
     
  • Os ranges de RFI do BTN e SB são especialmente importantes e devemos procurar sempre situações em que fazer open raise com quaisquer duas cartas seja lucrativo.
Sobre o Autor
Por

Amante e jogador de poker, Frederico traz temas de interesse sobre a modalidade para o nosso blog. Artigos sobre estratégia, dicas, notícias ou simples curiosidades marcarão presença assídua aqui, na 888Poker.

Artigos Relacionados
Como Combater o Poker Bot Perfeito?

Poker Bots - Como os Combater

O Derradeiro Guia Sobre Bluff no Poker

Bluff - O Derradeiro Guia

O Guia Fácil e Prático Para Aprender 7 Card Stud

7 Card Stud - O Guia

Top 10 Habilidades no Poker Para o Transformar Num Jogador Vencedor

Habilidades no Poker - Top 10

O Guia Definitivo Para Limit Texas Hold'em

Limit Texas Hold'em - O Guia

O Derradeiro Guia Para as Melhores Mãos Iniciais no Poker

As Melhores Mãos Iniciais

Saiba Tudo Sobre a Força das Mãos de Poker

A Força das Mãos

Como Jogar Cincinnati Poker

Cincinnati Poker - Como Jogar

5 Padrões no Poker Que o Ajudarão a Crescer como Jogador e 5 a Evitar!

Padrões no Poker - Top 5

Guia Essencial Sobre as Regras das Apostas

Regras das Apostas